Recheaches, conferences and papers

Ongoing research and academic production


PAPERS

MARZADRO, Flavio (2012). Espaço público, arte urbana e inclusão social. Revista NAU Social, V. 4, N.6. Brazil. <Click here to read>

MARZADRO, Flavio; ZORZO, Francisco (2013). Relato de ato coltivo: Post Factum Ladeira da Montanha. Revista Pontos de Interrogação, v. 3, n. 1 , jan./jul. 2013.  <Click here to read>

MARZADRO, Flavio (2014). El público en la arte pública: presencias, discursos, experiencias y activaciones en Salvador de Bahía, Brasil. V Congreso Internacional en Gobierno, Administración y Políticas Públicas. GIGAPP, Madrid.  29-Sept 01-Oct. 2014. <Click here to read>


CONFERENCES AND DEBATES


ONGOING RESEARCH

Art in public space and art as public space
This project theoretical and artistic research was designed seeking to answer the following research question: when works of public art, widely understood by the literature as works of art located in public space, can effectively becomes public spaces? There are different nuances in understanding the boundaries of public art, almost all derived from the assumption of a common threshold for defining the quality of such public works: their location in public spaces.
This work seeks take a different perspective, proposing that public art is not only because it is located in the public space, but rather by the ability to transform the fuzzy and involuntary community that frui in public art. In this sense, it is the public that, if constituted as such, gives the quality of the public work of art (which was once an inserted object in public space) through recognition of their subjectivity and symbolic-cultural appropriation thereof.
From this premise, this research has proceeded in three consecutive moments of analysis and artistic intervention. In the first, we propose the distinction of art in public space (which is intended public) between authorized and unauthorized public art public art. The authorized public art would be understood as that which was previamenteautorizada by the government to settle in public spaces, often custom public administration itself. Already unauthorized public art would be understood as that which was inserted in the public space in absentia of public power, without legal standing to do so. It is assumed that both authorized and unauthorized, narrate in their iconography and meanings explicit dimensions of macro and microhistory of everyday life (LE GOFF, 1996), in different complexities.

Arte no espaço público x a arte como espaço público
Este projeto de pesquisa teórica e artística foi desenhado buscando responder a seguinte pergunta de pesquisa: quando as obras de arte pública, amplamente compreendidas pela literatura como as obras de arte localizadas no espaço público, conseguem efetivamente torna-se espaços públicos? Há diferentes nuances na compreensão das fronteiras da arte pública, quase todas derivadas da assunção de um limite comum definidor para a qualidade de pública de tais obras: a sua localização em espaços públicos.
Esta pesquisa vem assumindo uma perspectiva diferente, propondo que a arte é pública não somente porque está localizada no espaço público, mas sobretudo pela capacidade de transformar a coletividade difusa e involuntária que a frui em público de arte. Neste sentido, é o público que, constituindo-se como tal, dá a qualidade de pública a obra de arte (que antes era um objeto inserido no espaço público) por meio do reconhecimento da sua subjetividade e apropriação simbólico-cultural da mesma.
A partir desta premissa, a investigação vem se dando em três momentos consecutivos de análise. No primeiro deles, propõe-se a distinção da arte no espaço público (que se pretende pública) entre arte pública autorizada e arte pública não autorizada. A arte pública autorizada passaria a ser entendida como aquela que foi previamente
autorizada pelo poder público para instalar-se nos espaços públicos, muitas vezes sob encomenda do próprio poder público. Já a arte pública não autorizada passaria a ser entendida como aquela que foi inserida no espaço público a revelia do poder público, sem legitimação legal para tal. Supõe-se que ambas, autorizada e não-autorizada, narram em suas iconografias e significados explicitados as dimensões da macro e da micro-história do cotidiano (LE GOFF, 1996), em diferentes complexidades.

Underfoot the world
Artistic research project that discusses and proposes a socio-anthropological gaze on urban material culture of Western civilization. This look has been called new archeology of urban material culture. By material culture is meant the set of cultural products of a civilization with a strong emphasis on their instruments and devices for the practice of social usages and customs, and their practices ssionais pro fi. Within this artistic research practices exivas refl on the issues raised are developed, functioning as moments of creative synthesis but also for dialogue between the products / results of the research to society.

Sob os pés do mundo
Projeto de pesquisa interdisciplinar que discute e propõe um olhar socioantropológico sobre a cultura urbana material da civilização ocidental. Este olhar vem sendo chamado de nova arqueologia da cultura material urbana. Por cultura material se entende o con-junto de produções culturais de uma civilização, com forte ênfase sobre os seus instrumentos e artefatos para a prática dos usos e costumes sociais, além de suas práticas profissionais. No âmbito desta pesquisa são desenvolvidas práticas artístico-reflexivas sobre os temas tratados, funcionando como momentos de síntese criativa mas também de diálogo entre os produtos/resultados da pesquisa com a sociedade.

 

The (un) matter of man in the world
Artistic research project that explores the non-material dimensions of man, his culturalized insertion while desculturalizada in the world, their subjective rights to respect, to be heard and to affection. Contemporary art has long been no more considered as a representation of reality, but rather as a potential vehicle ressigni cation of the human environment, re flections that are critical in the production of artistic practices born under this project.

A (des)matéria do homem no mundo
Projeto de pesquisa interdisciplinar que explora as dimensões não materiais do homem, a sua inserção culturalizada e ao mesmo tempo desculturalizada no mundo, seus direitos subjetivos ao respeito, ao ser ouvido e à afetividade. A arte contemporânea há muitonão é mais considerada como representação da realidade, mas, sim como potencial veículo de ressignificação do ambiente humano, reflexões que são
fundamentais na produção de práticas artísticas nascidas no âmbito deste projeto.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

onesmallpot

food and other morsels...